© 2019 / 2020 Dojo da Luz. Todos os direitos reservados.

Dojo da Luz 

 

Horários adultos. Época 2018/19 

Aikido Lisboa_dojo da luz 2018/2019
temporada 2018-19.jpg

Franck Noël Shihan

O Aikido faz bem

Aikido Lisboa, Dojo da luz, Franck Noël

                                                                 

 

  A palavra “Aikido” é formada por três caracteres kanji:

 

- ai - união, unificação.

ki – energia vital, ânimo, moral .

do – método, vía

 

“O caminho da unificação de energias”

 

Fundado por Morihei Ueshiba (1883-1969) o Aikido é uma arte marcial japonesa, não competitiva que propõe uma resposta moderna e original à violência permitindo as duas partes, atacante e atacado, sair mutuamente "vencedores" na troca. Não se trata apenas de um conjunto de técnicas simples de autodefesa,  aponta ao desenvolvimento harmonioso do indivíduo e da sociedade em geral.

 

História

 

   

   Antigamente, no Japão, as artes marciais faziam parte do que chamamos “JUTSU” (técnica), e davam sobretudo importância à parte física do combate (a melhor maneira de derrotar um inimigo).

    Em meados do século XIX, com a pacificação do Japão, o imperador decidiu terminar com a época medieval e abrir-se ao ocidente. O sistema feudal desapareceu e a classe dos guerreiros deixou de existir (a casta Samurai foi abolida) obrigando a uma serie de mudanças que preservassem todo este património marcial japonês, por forma a adaptar-se aos novos tempos. Estas mudanças focavam-se em duas ideias fundamentais: a primeira, deixar de lado o conceito de guerra (já não fazia sentido), e a segunda, a possibilidade do público ter acesso a este património.

 

   Tendo em vista este objectivo, algumas pessoas sensatas (nomeadamente Jigoro Kano, Morihei Ueshiba e Gichin Funakoshi) são conscientes que as até então usadas técnicas de guerra, ao contrário de inúteis, tinham ainda uma função educativa e de promoção internacional.

 

     Desta forma, dava-se a necessidade de codificar todo o conjunto de técnicas que tinham como fim último a guerra e a morte, exclusivas dos Samurais, para transformá-las em métodos educativos que procuravam o aperfeiçoamento humano, ao alcance de qualquer pessoa.

 

  Esta é a origem do conceito “DO” (método, via), a busca de valores que cultivam o corpo, a mente e o espírito para o autodesenvolvimento pessoal e consequentemente global. Valores como o respeito, a espontaneidade, a economia, a comunicação, a beleza de movimentos, o gesto simples e preciso…; valores que melhoram as relações entre os seres humanos e todo aquilo que os rodeia.

 

     Desta forma se passa do Bujutsu (Bu: guerra; jutsu: técnica, ciência; técnica da guerra ou ofício marcial) ao Budo (método da guerra ou método marcial). Fazem parte do Budo disciplinas como o Karaté-do, o Judo, o Aikido, o Kendo, etc. Algumas destas focaram-se mais na vertente competitiva e outras, como por exemplo o Aikido, são práticas não competitivas que se dedicam por inteiro à prática educativa.

Estágio de Aikido

 

Franck Noël Shihan. Lisboa. Abril 2019.

 

 

 

 

 

 

 

Aikido Lisboa | Estágio Frenack Noël 2019

Dojo da Luz

 

Aikido criaças | 2ª,4ª-feira

18h30-19h30

Aikido crianças Benfica_dojo.jpg

Estágio de Aikido

 

João Tinoco | António Barbosa | Pablo Durán. 4ºDan. Lisboa.

Junho 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aikido Lisboa_dojo da luz
Aikid Lisboa_Dojo da Luz organiza uma aula aberta para crianças